Livro do Mês: Transtorno Bipolar


Segundo o relatório Health at a Glance de 2018, a doença bipolar (também conhecida como doença maníaco-depressiva) afeta, aproximadamente, cinco milhões de pessoas na Europa. Em Portugal, aproximadamente 200 mil pessoas da população portuguesa sofre desta doença.

Neste mês de setembro destacamos o livro Transtorno Bipolar, uma tradução em português do Brasil do livro Bipolar Disorder. Este livro faz parte da coleção Advances in Psychotherapy – Evidence-Based Practice, também publicado pelo Grupo Hogrefe.

A obra Transtorno Bipolar, traduzida em português do Brasil, descreve as diversas características do transtorno bipolar, assim como os critérios diagnósticos baseados no DSM-V e na CID-10. Ao longo deste livro são apresentados também os modelos teóricos mais recentes e fornecidas diretrizes para o planeamento e escolha das melhores opções de tratamento. Além de ser um guia prático destinado aos profissionais que se deparam com estes casos no seu dia a dia, é também uma leitura útil para professores e estudantes, uma vez que lhes é oferecida, de uma forma clara, uma visão ampla e atualizada desta doença.



Conteúdos


1. Descrição
  1.1 Terminologia
  1.2 Definição
    1.2.1 Considerações adicionais para a classificação e o diagnóstico dos transtornos bipolares
  1.3 Epidemiologia
  1.4 Curso e prognóstico
  1.5 Diagnóstico diferencial
    1.5.1 Transtorno depressivo maior
   1.5.2 Transtorno bipolar induzido por substâncias/ medicação e transtorno relacionado
    1.5.3 Transtorno disruptivo da desregulação do humor
   1.5.4 Transtornos psicóticos
   1.5.5 Transtornos de déficit de atenção com hiperatividade
   1.5.6 Transtornos de personalidade
   1.5.7 Doença médica
  1.6 Doença médica ou psiquiátrica comórbida
  1.7 Procedimentos diagnósticos e ferramentas de avaliação
    1.7.1 Avaliação da mania
    1.7.2 Avaliação da depressão bipolar
  1.8 Consequências para a prática clínica
2. Teorias e Modelos do Transtorno Bipolar
  2.1 Modelos biológicos da doença
  2.2 Psicoeducação
   2.3 Terapia interpessoal e do ritmo social
  2.4 Terapia focada na família
   2.5 Terapia cognitivo-comportamental
3. Diagnóstico e indicação de tratamento
   3.1 Algoritmo para determinar tratamentos otimizados
    3.1.1 Opções de tratamento para adultos jovens
    3.1.2 Opções de tratamento para comportamentos potencialmente autolesivos
    3.1.3 Opções de tratamento para episódios da mania/ hipomania recorrentes apesar da adesão medicamentosa
    3.1.4 Opções de tratamento para mau reconhecimento dos sintomas
    3.1.5 Opções de tratamento para depressão subsidrômica permanente
4. Tratamento
  4.1 Abordagens biológicas ao tratamento
  4.2 Abordagens psicossociais para o tratamento
  4.3 Tratamento focado na família
  4.4 Abordagens de autoajuda e modelo de recuperação
    4.4.1 Combate ao estigma social
    4.4.2 O papel de grupos de autoajuda e de suporte
  4.5 Mecanismos de ação das abordagens psicossociais
  4.6 Eficácia e prognóstico das abordagens psicossociais
  4.7 Dificuldades na realização do tratamento
    4.7.1 Abordando sintomas maníacos na sessão
    4.7.2 Avaliação do risco de suicídio e manejo
    4.7.3 Aumento da adesão ao tratamento
    4.7.4 Tratamento de abuso de substâncias concomitantes  
  4.8 Resumo
5. Bibliografia complementar
6. Referências
7. Apêndice: Ferramentas e recursos

Sem comentários:

Enviar um comentário

Escreva o que pretende e carregue na lupa para pesquisar