A Psicologia Positiva no Cinema - A elevação, a admiração e algumas sugestões



Num artigo de 2012 (1), Niemiec, desenvolveu brevemente as definições de “elevação cinematográfica” (cinematic elevation) e “admiração cinematográfica” (cinematic admiration), sendo que a primeira aconteceria quando o espectador observa um exemplo de bondade ou de ponto forte de personalidade, experimenta uma sensação de inspiração, e é motivado para o altruísmo, e a segunda ocorreria quando o espectador observa a excelência não moral de um personagem, tem sensações fisiológicas relacionadas com a sensação de energia e "arrepios", e está motivado a melhorar ou copiar o modelo.

O autor desenvolveu durante vários anos um grupo mensal cinematográfico em que exibia filmes comerciais e independentes seguidos de uma discussão sobre o impacto e as temáticas principais. No momento, muitos partilhavam o sentimento de inspiração, no entanto, anos depois, o mesmo impacto não era sentido por todos, ainda que alguns tenho alterado aspetos significativos nas suas vidas.
Como o próprio autor refere, há mais perguntas do que respostas nestes processos de elevação e de inspiração e na forma como afetam as vidas dos espetadores, assim:

“Until sciences bears out further findings, we the viewers can sit back, be inspired, and allow the positive effects of movies to impact ourselves and the people around us.”

Todos os anos, o autor escolhe os filmes que no ano anterior estiveram em evidência na área da Psicologia Positiva. A 10ª edição dos “Positive Psychology Movie Awards” foi em 2018 e enquanto aguardamos pelas escolhas de 2019 resolvemos escolher dez filmes (…e mais uns) para se inspirar, caso tenha algum tempo livre (2).


2009 - Julie & Julia: Prémio para Definição de Objetivos (Goal-Setting)


Aos 30 anos, Julie (Amy Adams) sente que não alcançou os objetivos que tinha traçado para a sua vida e decide reproduzir 524 receitas do livro de receitas de Julia Childs (Meryl Streep) num ano e partilhar num blog os resultados da sua experiência. O blog torna-se num enorme êxito. O acompanhamento e a preservação dos objetivos de Julie são extraordinários e inspiradores para qualquer cliente de coaching. 



2010 - Comer, Orar, Amar: Prémio para Teoria da Autêntica Felicidade (Authentic Happiness Theory)


A "vida plena" é uma vida de prazer, compromisso e sentido. Após um divórcio doloroso, Liz (Julia Roberts), faz uma viagem de autodescoberta e aprende lições de vida importantes - descobre o dom do prazer (saborear a comida, expressar emoções positivas e gratidão) na Itália, encontra sentido (através da meditação e oração) na Índia, e compromete-se (uma relação amorosa) em Bali.



2011 - Os Descendentes: Prémio para Autenticidade/Integridade (Authenticity/Integrity)


Após um acidente que deixa a sua mulher em estado vegetativo, Matt King (George Clooney), descobre que nem tudo estava bem na sua relação. Embora existam muitos temas importantes neste filme, nenhum é mais relevante do que a decisão moral de fazer o que é certo. Apesar de estar rodeado de pessoas que não têm autenticidade e que procuram servir os seus propósitos, escolhe o caminho da integridade, para ultrapassar o que na sua vida se passa.



2012 - As Vantagens de Ser Invisível: Prémio para Aceitação (Acceptance)


Charlie (Logan Lerman) tem uma enorme dificuldade em relacionar-se com os colegas, no entanto, no início do ano letivo decide mudar. Conhece Sam (Emma Watson) e Patrick (Ezra Miller) que o ajudam nessa nova fase, ainda assim, não consegue esquecer o passado.
Se procura temas de autoaceitação (ser fiel a si próprio), ser e sentir-se aceite pelos outros, ou compaixão/autocompaixão, veja este filme profundo e sentido.



2013 - A Vida Secreta de Walter Mitty: Prémio para Melhor Filme de Psicologia Positiva (Best Positive Psychology Film)


Walter Mitty (Ben Stiller) trabalha como photo developer, passando, no seu mundo de fantasia por emoções e acontecimentos que nunca acontecem na sua vida real e que o filme mostra criativamente. Depois de uma ameaça ao seu posto de trabalho, Walter Mitty entra em ação e faz uma viagem, representando a busca humana por um propósito na vida.
A personagem de Bem Stiler encontra o seu propósito através de uma ação pró-ativa que é deliberada e significativa. Esta proatividade de Walter Mitty transforma-o de descuidado em consciente e começa a tomar as rédeas da sua vida.



2014 - O Jogo da Imitação: Prémio para Conquista (Achievement)


Poderia um homem ter sido simultaneamente um catalisador para ganhar a Segunda Guerra Mundial e preparado o caminho para a criação dos computadores modernos? Este filme, baseado no professor e génio matemático, Alan Turing (Benedict Cumberbatch), retrata isto. Alan Turing enfrentou o dispositivo de encriptação alemão e resolveu o insolúvel, quebrando o que se acreditava ser um código inquebrável. A criatividade, a perseverança e o pensamento crítico de Alan Turing estão em plenamente manifestos enquanto ele corajosamente realiza um feito "imaginando o inimaginável".



2015 - Divertida-Mente: Prémio para Emoções Positivas (Positive Emotions)


Um dos filmes de psicologia positiva mais populares, que atravessa audiências, é este filme de animação que realça adágios antigos de psicologia/psicologia clínica - que há um grande valor nas nossas emoções dolorosas (por exemplo, raiva, medo, tristeza), que muitas vezes sentimos uma mistura/combinação de emoções, e que é importante expressar diretamente as nossas emoções. Infelizmente, o filme retrata o desequilíbrio padrão encontrado na psicologia tradicional - a minimização do positivo, uma vez que, existe apenas uma emoção positiva caracterizada (Alegria) e quatro emoções dolorosas/negativas caracterizadas. 



2016 - O Herói de Hacksaw Ridge: Prémio para Espiritualidade em Prática (Applied Spirituality)


Nunca fazendo partidarismos e expressando apenas a sua liberdade religiosa, Desmond Doss (Andrew Garfield), é um objetor de consciência durante a Segunda Guerra Mundial, à qual se opõe com base na sua fé Adventista do Sétimo Dia, não deixando, no entanto, de querer servir nas forças armadas como médico. Perseverando notavelmente na sua objeção, tanto no treino como na guerra, consegue heroicamente e sozinho, salvar as vidas de 75 homens deixados para morrer no campo de batalha. Exausto e sob fogo, depois de cada homem que salva, volta-se em oração a Deus, dizendo: "Ajuda-me a conseguir mais um", o que aconteceu.



2017 - Três Cartazes à Beira da Estrada: Prémio para Utilização de Pontos Mais Fortes de Personalidade (Signature Strengths Use)


Inconformada com a atuação das autoridades, Angela (Frances McDormand), uma mulher de meia-idade procura, de forma criativa, justiça para a sua filha violada e assassinada, trazendo à luz a utilização de vários dos seus pontos fortes de personalidade – bravura, perseverança, justiça e honestidade – para alimentar as suas ações.




2018 - Green Book - Um Guia Para a Vida: Prémio para Relações Positivas (Positive Relationships)


Uma história real que retrata a relação de Don Shirley (Mahershala Ali), um pianista virtuoso afro-americano, ao seu “motorista”, de uma classe trabalhadora italo-americana que o leva através do Sul profundo para dar vários concertos num período em que o comportamento racista, discriminatório e violento é dominante. Enquanto viajam, ensinam-se e aprendem um com o outro, crescem como homens e trabalham juntos para desafiar o fanatismo e a estreiteza de visão que os rodeia.



Outras sugestões:


2012 - O Exótico Hotel Marigold: Prémio para Reconhecimento de Pontos Fortes (Strengths-Spotting)

Este filme oferece um leque de oportunidades para aqueles que querem praticar a habilidade de reconhecer os pontos fortes de personalidade. Todos os 24 pontos fortes3 podem ser detetados nesta mistura de personagens interessantes que viajam para a Índia por diferentes razões: para fugir, encontrar-se, encontrar outra pessoa, reavivar um casamento ou reavivar o seu propósito na vida.


2012 - Moonrise Kingdom: Prémio para Relações Positivas (adolescentes) (Positive Relationships [adolescents])

Neste filme de Wes Anderson, Sam (Jared Gilman) e Suzy (Kara Hayward), de 12 anos, criam uma relação próxima, apesar das suas tendências peculiares e isoladas. Conhecem-se numa peça de teatro e passam a trocar cartas apaixonadas. Um dia, decidem deixar tudo para trás e fugir. Os dois adolescentes expressam amor, criatividade e bravura à medida que o seu novo laço derrete o sofrimento de anos de marginalização.



2013 - Dá Tempo ao Tempo: Prémio para Mindfulness 

Aos 21 anos, Tim (Domhnall Gleeson) descobre que todos os homens da sua família têm o poder de viajar no tempo e resolve fazer uso desse poder para melhorar todos os aspetos da sua vida. No entanto, vai percebendo que também são os momentos de angústia e tristeza que têm um papel na felicidade.
Embora comercializado como um filme padrão de Hollywood, o poder deste filme inglês, com um elenco de estrelas, vai surpreendê-lo com a sua tendência para temas subjacentes em torno da importância da atenção, da vida atenta e da experiência de partilha de momentos com aqueles de quem gosta.


2017 - Coco: Prémio para Significado (Meaning)

Miguel, um rapaz de 12 anos, sonha tornar-se um guitarrista famoso, no entanto, apesar do seu talento, a família não aprova esta aspiração. Tentando provar que consegue chegar onde quer, Miguel acaba por se ver no Mundo dos Mortos, onde encontra os seus antepassados que lhe contam um segredo sobre a sua história familiar.
Este filme vencedor do Óscar de Melhor Filme de Animação tem um significado profundo e inspirador - especialmente em torno de temas de ligação familiar e humana.



Conheça as obras do autor, Ryan Niemiec, publicadas pelo Grupo Hogrefe, relacionadas com a psicologia positiva, o cinema e os pontos fortes de personalidade:
Character Strengths Interventions
Positive Psychology at the Movies
Mindfulness and Character Strengths



Descubra mais sobre a psicologia positiva e o cinema nas próximas publicações do Blog dos Testes Psicológicos.



Notas:
(1) Niemiec, R. M. (2012, summer). “Cinematic elevation and cinematic admiration: Can watching movies positively impact you?” Amplifier, issue 4, 10-11. Consultado em 04.04.20.
<https://www.apadivisions.org/division-46/publications/newsletters/the-amplifier/2012/issue-04.pdf>
(2) Textos elaborados a partir da tradução e adaptação dos originais, disponíveis em: <https://positivepsychologynews.com/news/tag/movie-awards>
(3) Classificação do VIA – Institute on Character dos pontos fortes de personalidade. Para saber mais, leia o nosso artigo: O VIA - Institute on Character e a Psicologia Positiva

Sem comentários:

Publicar um comentário

Escreva o que pretende e carregue na lupa para pesquisar